domingo, janeiro 24, 2010

Excelente domínio... perdulária concretização

--
Se há um dado que se pode retirar da partida de ontem na Covilhã é o de que a equipa recuperou completamente os níveis de auto-estima perdidos após a hecatombe da semana passada.
Foi uma mudança radical. O Varzim dominou o Covilhã a tempo inteiro, esteve sempre mais perto de marcar (mesmo com 10 em campo depois da forçada expulsão de Telmo) e chegou mesmo a introduzir a bola nas redes, mas o árbitro Catita entendeu que Mendes ajeitou a bola com a mão. Mesmo a bola enviada por Basílio à barra a poucos minutos do fim sai completamente ofuscada pela exibição da nossa equipa (mas se aquilo entrava era uma injustiça atroz).
Mas, de resto, continua a faltar o essencial: se é verdade que não perdemos, também é verdade que não ganhamos. Perdemos mesmo o hábito de vencer. E tudo por culpa de um desacerto ofensivo que, de tão persistente, é já uma autêntica pandemia para a qual ainda não foi encontrado o antídoto adequado. Lelo e Bruno Moreira são voluntariosos. Honra lhes seja. Mas não têm sido felizes. E, nesse sentido, é preciso admitir (ou reafirmar) aquilo que tem sido uma triste evidência desde o arranque do campeonato: o Varzim não tem quem marque golos. Ponto final! Não tem um goleador de serviço... um homem de área que, competente e continuamente, materialize em golos o domínio da equipa.
A imprensa desportiva desta semana confirmava o interesse do Varzim no marfinense Vouho, que viria (ou virá) emprestado pela Académica de Coimbra, após uma passagem - também por empréstimo - pelo Santa Clara na época passada, onde fez três golos em 22 jogos.
-
-
Parece-me pouco para aquilo que precisamos. De qualquer maneira, o seu rendimento é, por agora, uma incógnita. É preciso que venha, que jogue, que se inspire por cá e que marque os golos que nos têm feito tanta falta. Porque boas exibições sem golos são pontos que vamos conquistando, um a um. Mas tal não chega para termos a tranquilidade que nos permita alcançar o último terço do campeonato sem a pressão de ainda não termos garantido a nossa permanência.
Por isso, é fundamental ganhar ao Feirense. À excepção da crise salarial (que afecta jogadores e a totalidade dos funcionários do clube), as condições para que tal aconteça estão reunidas: auto-estima recuperada, boas exibições, jogo na televisão (sempre que dá na SportTV, a equipa parece outra... sempre muito melhor).
Além do mais, há outra coisa: é preciso mostrar aos fogaceiros e demais adversários que a goleada (4-0) da primeira volta no Marcolino de Castro foi um lamentável engano.
Que não se pode repetir. E que terá de ser redimido!
-

12 comentários:

geno disse...

era bom k viesse alguem para ajudar sej este ou outro kalker mas estamos limitados a nivel finançeira mas d outra maneira corremos o risco d ir parar a segunda era bom todos juntarnos para ajudar o nosso varzim k nao tem culpa destas direçoes k arruinaram o nosso clube mas k estamos numa situaçao muito complicada penso k ninguem tem duvidas e j agora o varzim e filial n1 do fcporto pork nao apelarmos ajuda em jogadores a este clube k bem podia dar uma boa ajuda ou somos tao orguhosos k nao preçisamos d ninguem?

Anónimo disse...

Que mania de querer ir buscar jogadores a todos os lados menos ao próprio clube! Uma parte da solução está dentro do Varzim, nas camadas jovens, basta acompanhar a evolução de alguns dos jogadores que lá estão para entender isso... Quem está neste momento à frente do clube sabe disso e está a trabalhar para que tal aconteça!

Anónimo disse...

esta a vista os resultados com os jovens.

Anónimo disse...

O Varzim não é filial do Porto, isso é mito.

Ultras Varzim disse...

Vouho, na epoca 2007/2008 ao serviço do portimonense em 9jogos fez 5golos. talvez tenha tido uma ma fase em Santa Clara, mas temos de ver.

Ultras Varzim disse...

Varzim confirma o interesse no avançado Vouho
Lopes de Castro confirmou ontem o interesse em assegurar o empréstimo por parte da Académica do avançado costa-marfinense Vouho até final da época. As negociações já começaram e nos próximos dias devem concretizar-se. Titular no jogo de ontem, contra o Leixões, Vouho deve ter feito o derradeiro encontro com a camisola da Académica, já que não faz parte dos planos de André Villas-Boas. Quanto a saídas, existe a possibilidade de os brasileiros Augusto e Danilo rescindirem nos próximos dias.

in: OJOGO

lobos do mar disse...

O varzim fez um grande jogo...

PRÓXIMO JOGO: VARZIM S.C x Feirense, Domingo 31 de Janeiro pelas 11:15 h

NÃO PERCA O RELATO DO JOGO NO BLOG LOBOS DO MAR, COM UM CHAT DISPONÍVEL

Saudações Varzinistas
Lobos do Mar www.adeptosdovarzim.blogspot.com

Ponta Esquecida disse...

Não tive a oportunidade de assistir ao jogo e apenas ouvi o relato da 1ª parte.

Realmente, apesar de achar o Lelo um bom jogador tal como o Bruno Moreira, dá a ideia que quase nunca o Varzim finaliza as jogadas com confiança e instinto matador.
Mesmo que tecnicamente ou fisicamente não seja um fenómeno,o avançado tem sempre que acreditar que a bola vai para ele e que vai marcar (veja-se o João Tomás).

Neste momento não me parece que uma injecção de juventude com a introdução de um avançado das camadas jovens seja solução (já tem sido criticada, em certos momentos, a falta de matreirice da equipa).

Sendo que o tempo é de vacas magras, tenho dúvidas que uma incursão no mercado, apesar da necessidade latente, venha a ser uma boa solução para o ataque.

Anónimo disse...

Fazendo uma incursão pelo tópico anterior.

O verdadeiro problema não é o dinheiro que uma Câmara dá (Vila do Conde) e a outra não dá (Póvoa de Varzim).

O Careca até pode dar menos mas o que conta é o que obriga as empresas e empreiteiros a dar ao clube.

Aí é que está a diferença.

Quando a Nassica foi para a Vila, quanto teve que dar ao Rio Ave (patrocínio nas camisolas) por pressão do careca e os empreiteiros, António Silva Campos, e mais recentemente os Varzinistas Monte e Adriano e muitos mais que se quiserem ter empreitadas têm que contribuir para o Rio Ave.

E aqui na Póvoa o que o Macedo faz, assobia para o lado, o Monte e Adriano é obrigado a patrocinar o Rio Ave e é se quer ter algumas obras para fazer, deixou de patrocinar o Varzim porque perdeu o negócio estádio que ia ser uma mama para eles encherem os bolsos, e só perdeu por culpa deles, se tivessem dado o dinheiro que os outros deram era para eles o negócio, queriam uma pechincha para mamarem ainda mais.

E o Macedo que deve ter percentagem porque lhes entrega as obras todas, ficou chateado e deixou de apoiar esta direcção, dando só o que é de lei e mesmo assim se pudesse até esse tirava, como disse recentemente numa entrevista, o Varzim estava a receber muito da Câmara.

E ele diz que é Varzinista fará se não fosse, o que ele é, é um grande interesseiro, essa é que é essa.

Anónimo disse...

C.M.Póvoa de Varzim-350 mil euros ano, já paga esse valor há uma década, palavras do presidente da cãmara e do próprio lopes de Castro equivale a 500 mil euros com a inflação. Ainda agora arranjou as palas da bancada porque o varzim não tem um tusto e a câmara ainda é a má da fita? Está tudo maluco! do que pensam que vive o Varzim? Que receitas tem? 600 pessoas a assistir aos jogos...

C.M. Vila do Conde-120 mil euros de subsídio. Se não fosse o dinheiro das vendas de jogadores, aonde é que o Rio Ave ia buscar o dinheiro para cumprir com o orçamentado? 4 milhões de euros, não é de certeza do subsídio da câmara nem dos 300 mil euros do Nassica. Venda de jogadores é preciso para clubes desta dimensão, dinheiro das tvs na primeira liga dão 1 milhão e 700 mil euros. Tudo o resto são trocos.

Anónimo disse...

Afinal de quem é o Varzim?
Dos seus sócios (pagantes) ou de meia dúzia deles (supostamente também pagantes)que constituem o Conselho Varzinista? Estatutáriamente é um Orgão consultivo mas, pelos vistos, deliberou!
Os sócios, nem ouvidos nem achados.
Eu e muitos de nós, certamente contribuímos mensalmente mais para o Clube do que alguns que tiveram direito a decidir o futuro próximo do Varzim.
Já à muito que se diz que o Clube pertence a meia dúzia de "importantes". Os factos confirmam. A nós,"Nias", compete-nos pagar quotas. Nem direito a uma Assembleia temos.
Valha-nos os atletas e funcionários para que o Clube se mantenha porque a 5 dias de estarem sem 4 meses de vencimento só mesmo de VARZINISTAS (que não de Conselho(s)).

Anónimo disse...

A 1ªmedida dos socios do Varzim devia ser acabar com o Conselho Varzinista e obrigar a debater o clube em assembleia geral somente.
O conselho é uma feira de vaidades e o clube é de todos...
Um dia vão-me dar razão...

Ass: Lobo do mar